Arquitetura para a Saúde

por / segunda-feira, 28 agosto 2017 / Categoria Cond. da Saúde, Notícias, Todos

A atual lacuna no investimento em infraestrutura de saúde na América Latina e no Caribe é estimada em cerca de 37 bilhões de dólares, e a construção física neste setor deteriora-se a uma taxa maior do que o investimento, segundo o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Além disso, há desafios na capacidade técnica e institucional dos governos para a criação de novas infraestruturas públicas em resposta a uma demanda que excede a capacidade financeira e logística.

Neste contexto, o Escritório das Nações Unidas para Serviços de Projetos (UNOPS) juntamente com a Associação Brasileira para o Desenvolvimento de Edifícios Hospitalares (ABDEH) e a Federação Internacional de Engenharia Hospitalar (IFHE), entre outras instituições e profissionais, apresentará a publicação “Arquitetura para a Saúde na América Latina”, a fim de promover e disseminar conhecimentos sobre planejamento sustentável e inovador e design de instalações assistenciais de saúde.

A publicação digital, em edição bilíngue (espanhol e inglês) de mais de 350 páginas, será lançada no Seminário Internacional de Infraestrutura Hospitalar, que ocorre de segunda (28) a quarta-feira (30) no Rio de Janeiro. O livro baseia-se na experiência de dez países e tem como objetivo apresentar lições aprendidas na região na área da infraestrutura de saúde e de projetos de arquitetura, analisando aspectos do contexto histórico, social, institucional e setorial em cada país e proporcionando elementos de reflexão, que possam servir ao debate para otimizar o investimento público neste setor.

“Uma parte importante das necessidades no setor hospitalar da região está ligada à lacuna existente em infraestrutura pública, especificamente na renovação e/ou construção de hospitais, clínicas, centros médicos e postos de saúde localizados em áreas remotas. Portanto, esperamos que os casos e experiências reunidos nesta publicação contribuam para a sistematização de boas práticas e gerenciamento de conhecimento em arquitetura e engenharia, bem como para fornecer insumos para o fortalecimento das capacidades nacionais”, disse Alexandra Kianman, coordenadora da Rede Regional do UNOPS para a Saúde na América Latina e no Caribe.

Entre os países presentes na publicação, estão Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, México, Peru, Uruguai, Venezuela, assim como outros países da América Central e do Caribe.

De acordo com Rafael Esposel, especialista em arquitetura hospitalar do UNOPS, “o apoio na realização deste importante livro, pioneiro na área, ressalta o compromisso do UNOPS com a promoção do acesso universal a serviços de saúde de qualidade, incentivando os processos de pesquisa e inovação no setor de infraestrutura hospitalar”.

O IFHE Rio 2017 é o mais importante evento internacional para discutir os aspectos relacionados à arquitetura e engenharia de edifícios para saúde. A programação do evento IFHE 2017, onde será lançada a publicação, prevê para 27 e 28 de agosto as Reuniões do Conselho, que são encontros internos das associações de arquitetura e engenharia hospitalar de todos os continentes.

De 29 a 30 de agosto acontecerá o seminário internacional, cujo tema é “Segurança para Pacientes e Profissionais de Saúde no Ambiente Hospitalar”. Mais de 50 países e suas respectivas representações discutirão o futuro dos edifícios e ambientes para serviços de saúde.

O UNOPS é o recurso central do Sistema das Nações Unidas em matéria de gestão de contratos, compras sustentáveis, obras públicas e desenvolvimento de infraestruturas físicas, bem como gestão de projetos.

 

 

Fonte: Opas

TOP