Agenda 2030 e o olhar estratégico para o futuro

segunda-feira, 18, setembro , 2017 por

O Brasil caminha a passos lentos para o cumprimento da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, o conjunto de metas assumidas em 2015 pelos 193 países signatários das Nações Unidas, cujo objetivo é integrar o desenvolvimento econômico, o social e a sustentabilidade, em âmbito global, nacional e local. Ainda assim, o compromisso representa oportunidade ímpar para discutir – e defender – a universalidade e a equidade de políticas sociais, dentre elas, o Sistema Único de Saúde (SUS). Essas são algumas das conclusões do seminário “Saúde, Ambiente e Desenvolvimento Sustentável”, promovido pela rede Brasil Saúde Amanhã nos dias 11 e 12 de setembro, no Salão de Leitura da Biblioteca de Manguinhos, na Fiocruz. O evento reuniu pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e de diversas unidades e áreas estratégicas da Fiocruz, dentre eles três ex-presidentes da Fundação, em torno de quatro painéis temáticos: Desenvolvimento e Sustentabilidade; Saúde, Ambiente e Sustentabilidade; Desenvolvimento, Saúde e Proteção Social; e Perspectivas e Desafios da Agenda 2030.

Nós e as desigualdades

segunda-feira, 15, abril , 2019 por

Pesquisa de opinião da Oxfam Brasil e Instituto Data Folha revela percepção da população brasileira sobre desigualdades sociais: 8 em cada 10 brasileiros acreditam que não é possível progresso sem redução de desigualdades.

Leia na íntegra.

Esta publicação reúne a síntese de quatro Diálogos Nacionais Tripartites, realizados no Brasil em 2016 e 2017, no marco da iniciativa sobre o Futuro do Trabalho, preparatório à comemoração do centenário da Organização Internacional do Trabalho (OIT) em 2019. O objetivo é compartilhar as contribuições de representantes tripartites no Brasil e de especialistas e estudiosos sobre o tema do futuro do trabalho, no intuito de estimular essa discussão no Brasil e apontar suas perspectivas para a Comissão Mundial sobre o Futuro do Trabalho da OIT.

Leia na íntegra.

A poluição do ar não é um problema novo. Estamos preocupados com nevoeiros contaminados com fumaças há séculos, das conhecidas “smogs” de Londres no século 19 aos nevoeiros que frequentemente encobrem cidades como Pequim e Délhi nos dias atuais. A novidade, no entanto, é a noção do quão exatamente isso é ruim para nossa saúde.

Editorias

Que SUS para 2030?

segunda-feira, 15, abril , 2019 por

Em evento para celebrar o Dia Mundial da Saúde, lembrado em 7 de abril, a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) defendeu o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS) do Brasil para garantir atendimento a todos os cidadãos. Em 2019, a comunidade internacional comemora a data com um chamado por mais esforços em prol da cobertura universal de saúde.

Texto para Discussão do Ipea apresenta uma tipologia de referência para investigação de territórios impactados por políticas públicas no período recente de 2003 a 2015, a partir de um mapeamento prévio de análises e fatos estilizados representativos das mais relevantes transformações pelas vias dos gastos públicos e dos investimentos públicos e privados nos territórios distintos.

Leia na íntegra.

Texto para Discussão do Ipea apresenta estimativas para as probabilidades de automação das ocupações no Brasil. Os resultados podem ajudar a nortear políticas públicas na área de emprego, a carreira de trabalhadores e os cursos prioritários que as instituições de ensino deveriam oferecer visando maximizar as oportunidades de emprego no país. Os resultados apontam que mais da metade dos trabalhadores brasileiros devem perder seus empregos para máquinas nos próximos 30 anos.

Leia na íntegra.

Gestão da Informação em Saúde

quarta-feira, 10, abril , 2019 por

Este relatório tem por objetivos discutir a relevância da gestão da informação, objeto do projeto “Indexação da produção em saúde do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) à base de dados Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (Lilacs)”, e descrever as atividades realizadas e os resultados imediatos alcançados por meio deste projeto.

Leia na íntegra.

Máquinas e robôs ameaçam acesso ao emprego

quarta-feira, 10, abril , 2019 por

Qual a probabilidade de máquinas ou robôs substituírem trabalhadores humanos no Brasil? Estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) apresenta uma estimativa de quais ocupações correm mais ou menos riscos no mercado de trabalho, levando em conta o crescente desenvolvimento das tecnologias. Segundo a pesquisa “Na era das máquinas, o emprego é de quem? Estimação da probabilidade de automação de ocupações no Brasil”, 35 milhões de trabalhadoresformais correm risco de perder seus empregos para a automação até 2050.

Por ocasião do Dia Mundial da Saúde, lembrado em 7 de abril, a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) aponta que um terço da população das Américas não tem acesso a cuidados de saúde. Na maioria dos países da região, os níveis de gastos diretos dos indivíduos com saúde representam mais de 25% das despesas domésticas. Agência da ONU pede mais investimentos públicos no atendimento.

O tema da iniciativa deste ano “Vacinação: uma responsabilidade compartilhada” destaca a importância de que todos façam sua parte para apoiar a imunização, uma das intervenções de saúde pública mais importantes e efetivas.

Página 1 de 82
TOP