Autora: Rosa Maria Marques

Ano: 2015

O documento chamado de “Agenda Brasil”, apresentado pelo presidente do Senado à presidente Dilma Roussef, no dia 10 de agosto de 2015, com o intuito de introduzir uma agenda positiva em meio à grave crise política que vive o país, contempla várias temas que afetam diretamente o SUS, a Previdência e outras políticas sociais. Ele também se refere a outras importantes questões, mas, neste espaço, trataremos apenas daquelas que atingem especialmente as políticas sociais.

Leia na íntegra

Autor: Mário C. Scheffer and Mario R. Dal Poz

Ano: 2015

Like other countries, Brazil is struggling with issues related to public policies designed to influence the distribution, establishment, supply and education of doctors.While the number of undergraduate medical schools and places available on medical schools has risen, the increase in the number of doctors in Brazil in recent decades has not benefitted the population homogeneously.The government has expanded the medical schools at the country’s federal universities, while providing incentives for the creation of new undergraduate courses at private establishments. This article examines the trends and challenges of the privatization of medical education in Brazil.

Leia na íntegra






Autor: Guilherme Mendes Resende (editor)

Ano: 2014

Ipea

O livro reúne análises de dados originais sobre algumas políticas públicas e seus impactos nas desigualdades regionais. A abordagem une o campo do “desenvolvimento regional” e a área de “avaliação de políticas públicas”. Aponta a persistência do padrão de concentração regional na alocação dos recursos e afirma que o tema do desenvolvimento regional permanece sendo tratado de modo tangencial nas estratégias do Estado brasileiro. Outra constatação é a necessidade de uma maior reflexão que ampare a transição para um novo paradigma da política regional.

Leia na íntegra






Autor: AFONSO, JRR.

Ano: 2014

O recurso às estatísticas tributárias, particularmente as declarações de imposto de renda das pessoas físicas, para apurar a real distribuição de renda e riqueza em economias avançadas e algumas emergentes, imprimiu uma característica singular às pesquisas lideradas pelo economista francês Thomas Piketty, que culminaram na publicação de seu livro, Capital in the Twenty-First Century. Piketty e seu parceiro, o argentino Facundo Alvaredo, pretenderam incluir o Brasil na pesquisa. Entretanto, não tiveram acesso aos dados fiscais necessários.

Leia na íntegra






Organização Mundial de Saúde (OMS)

Ano: 2014

Apesar dos suicídios serem considerados previsíveis, a cada 40 segundos­ uma pessoa morre dessa forma, em algum lugar do mundo, e muitos outros tentam praticá-lo. Além disso, representam a segunda maior causa global de morte entre os jovens de 15 a 29 anos e se caracterizam como um problema de saúde pública em diversos países, com distintos graus de desenvolvimento. Portanto, é indiscutível a importância do tema. Essa é a primeira publicação da Organização Mundial de Saúde sobre o assunto e o objetivo é o de propiciar ações de caráter imediato.

Leia na íntegra






Autores: NETO, M.S., NETO, A.S.M.M.

Ano: 2014

Os resultados apresentados indicam que o Samu, impacta positivamente a redução da proporção de óbitos por IAM. Também foi averiguada a importância das variáveis regionais nos modelos de determinação de óbitos hospitalares por IAM. Os resultados foram positivos em relação à inclusão deste tipo de variável e indicam que os investimentos governamentais em componentes pré-hospitalares de urgência vêm gerando bons níveis de benefícios. Os impactos destes componentes apresentaram-se significativos, no sentido que os impactos são quantitativamente relevantes.

Leia na íntegra






Autor: OCKÉ-REIS, C.O.

Ano: 2014

Na publicação Brasil em desenvolvimento do IPEA, cujo objetivo é propor políticas públicas para o período de 2014 -2030, o décimo segundo capítulo concentra-se na análise do sistema de saúde brasileiro que funciona como um sistema duplicado e paralelo. Para o autor, a renúncia é peça chave na reprodução econômica desse sistema e merece atenção das autoridades governamentais. Assim, propõe uma agenda de pesquisa considerando que a renúncia da arrecadação fiscal induz o crescimento do mercado de planos de saúde em detrimento do fortalecimento do SUS.

Leia na íntegra






Autores: VIANA, L.B.F., BRITO, R.L., SANTOS, F.P.

Ano: 2014

O artigo revisa, sem esgotar, a literatura existente sobre financiamento em saúde, agregando reflexões sobre o tema à luz do conceito de governança. As reflexões são elaboradas a partir da experiência dos autores com o cotidiano da gestão da Secretaria de Atenção à Saúde, do Ministério da Saúde. O objetivo é contribuir para a discussão sobre o financiamento da saúde.

Leia na íntegra






WIPO Publication No. 941E/14.

Ano: 2014

O ano de 2014 se aproxima de seu final e a recuperação da economia global continua irregular. Enquanto a economia americana demonstra traços encorajadores, na europa e Japão essa tendência é frágil. A China, por sua vez, continua a crescer rapidamente. A propriedade intelectual global, ao esclarecer padrões, espelha um quadro econômico mais amplo. Segundo o relatório, que recolheu dados de 100 países, em 2013 foram emitidas 1,1 milhão de patentes. Nesse mesmo ano, o Brasil emitiu 30 mil solicitações, o que representou um alta de 1,5% em relação a 2012.

Leia na íntegra






Editorias

Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada e Secretaria de Planejamento e Investimentos Estratégico

Ano: 2014

Em 2000, líderes mundiais se uniram para estabelecer uma agenda global de compromissos mínimos pela promoção da dignidade humana e combate a inimigos históricos da humanidade. O Brasil, alcançou ótimos resultados em termos de desenvolvimento humano e tem se tornado um exemplo para o mundo com suas políticas sociais consideradas extraordinárias e inovadoras. Esses avanços sociais expressivos se refletem no alcance e até mesmo na superação dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio.

Leia na íntegra






Página 3 de 4
TOP