Vacinas e Vacinação Amanhã


Diante do desafio global imposto pela queda da cobertura vacinal em diversos países, dentre eles o Brasil, novas estratégias são necessárias para que o processo de vacinação seja eficaz nas próximas décadas. Os caminhos e cenários possíveis nesse campo foram debatidos durante o seminário “Vacinas e Vacinação no Brasil: Horizontes para os próximos 20 anos”, promovido em junho de 2019 pela iniciativa Brasil Saúde Amanhã no contexto da Estratégia Fiocruz para a Agenda 2030. Especialistas abordaram o tema a partir de sua relação com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 3 (ODS 3) – “Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades” – e debateram perspectivas de futuro. Este especial reúne registros do evento, entrevistas e sugestões de leitura sobre o tema.




Seminário Vacinas e Vacinação no Brasil: Horizontes para os próximos 20 anos

Acesse as apresentações do seminário

Desafios Regulatórios para Qualidade das Vacinas

Monique C.M. Stávale - Assessora da Vice-Diretoria de Qualidade de Bio-Manguinhos/Fiocruz





Vacinas e Vacinações no Brasil - Agenda 2030 na perspectiva do Desenvolvimento Sustentável

Akira Homma - Assessor Científico e Tecnologico Sênior de Bio-Manguinhos/Fiocruz





Gerenciamento dos ativos de inovação e empreendedorismo na Fiocruz

Marco Krieger – Vice-Presidente de Produção e Inovação em Saúde da Fiocruz






Avaliação dos calendários vacinais

André Siqueira – Pesquisador do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz)








Assista à íntegra do seminário "Vacinas e Vacinação no Brasil: Horizontes para os próximos 20 anos"



Manhã: “Vacinas e Vacinação no Brasil: Agenda 2030 na perspectiva do Desenvolvimento Sustentável”

Assista à mesa de abertura do evento e ao primeiro painel, que contou com a participação de Cristina Possas, assessora científica sênior de Bio-Manguinhos; Akira Homma, assessor sênior científico e tecnológico de Bio-Manguinhos; Marcos Freire, assessor científico sênior de Bio-Manguinhos e do CDTS; Monique Collaço, assessora da Vice-Diretoria de Qualidade de Bio-Manguinhos; e com a moderação de Marco Krieger, vice-presidente de Produção e Inovação em Saúde da Fiocruz.



Tarde: “Perspectivas Nacionais e Globais em Vacinas”

Assista ao segundo painel do seminário, moderado pelo coordenador da Estratégia Fiocruz para a Agenda 2030, Paulo Gadelha, com a participação de André Siqueira, pesquisador do Instituto Nacional de Infectologia (INI/Fiocruz); Carlos Gadelha, coordenador das ações de prospecção da Presidência da Fiocruz; e Marco Krieger, vice-presidente de Produção e Inovação em Saúde da Fiocruz.



Paulo Gadelha: Vacinação e Agenda 2030

Coordenador da Estratégia Fiocruz para a Agenda 2030 e ex-presidente da fundação, Paulo Gadelha destaca a importância de se avançar no desenvolvimento de novas vacinas e de garantir acessibilidade a elas por toda a população, para que o país consiga cumprir o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 3.



Nísia Trindade Lima: desafios científicos, sanitários e políticos para vacinação no Brasil

A presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima, comenta sobre o horizonte para os próximos 20 anos no contexto da Estratégia Fiocruz para a Agenda 2030.



Carlos Gadelha: morreremos, seremos medíocres ou inovadores?

O coordenador das Ações de Prospecção da Fiocruz apresenta três cenários futuros para o campo das vacinas no Brasil.



Akira Homma: complexidades do calendário vacinal

Assessor Sênior Científico e Tecnológico de Bio-Manguinhos, Akira Homma ressalta a importância da inovação nas vacinas e da redução da complexidade do calendário de vacinação para combater a diminuição da cobertura vacinal no Brasil.



Marco Krieger: Ciência, Tecnologia e Inovação em vacinas

O Vice-Presidente de Produção e Inovação em Saúde da Fiocruz, Marco Krieger aponta desafios e oportunidades para a articulação da cadeia de inovação da Fiocruz no âmbito da pesquisa e do desenvolvimento de novas vacinas.



Cristina Possas: novo paradigma para vacinas e vacinação

A assessora científica de Bio-Manguinhos apresentou o momento atual de grandes mudanças no paradigma científico e tecnológico, com o desenvolvimento de uma nova geração de vacinas.



André Siqueira: calendário vacinal no Brasil e no mundo

Pesquisador do Instituto Nacional de Infectologia (INI/Fiocruz), André Siqueira compara os calendários vacinais do Brasil e do mundo e apontou perspectivas para os próximos anos nesse campo.

TOP