Atuação global

segunda-feira, 12, junho , 2017 por

Opas e Ministério da Saúde orientam empresas farmacêuticas brasileiras a atuarem no mercado internacional

Editorias

O pesquisador Samuel Goldenberg desenvolveu kit diagnóstico para doença de Chagas, primeira patente internacional da Fiocruz






Editorias

Antirretroviral triplivir integra em um único comprimido os fármacos tenofovir, lamivudina e efavirenz






Editorias

A indispensável reindustrialização do Brasil

segunda-feira, 13, março , 2017 por

Agência das Nações Unidas para o Comércio e o Desenvolvimento (UNCTAD) registrou que o Brasil apresenta um processo de “desindustrialização precoce”






Editorias

A Organização Mundial da Saúde (OMS) está trabalhando para que instituições públicas sejam capazes de fornecer vacinas contra influenza para o mundo em caso de possíveis pandemias. O Brasil, maior produtor global desses imunobiológicos na esfera pública, é um dos que está se desenvolvendo para atender também à demanda internacional.






Editorias

Tratamento personalizado para câncer de mama

segunda-feira, 30, janeiro , 2017 por

Em um estudo publicado recentemente na revista Oncotarget, pesquisadores do A.C. Camargo Cancer Center descreveram um conjunto de 26 genes com potencial para se tornarem biomarcadores de agressividade para um subtipo de câncer de mama conhecido como carcinoma ductal in situ (DCIS, na sigla em inglês).






Editorias

O pesquisador norte-americano Matthew Flynn, da Georgia Southern University, visitou a ABIFINA no dia 8 de dezembro para levantar informações para seu estudo intitulado “Neo-desenvolvimentismo no setor farmacêutico no Brasil”. A relação com a entidade não é de agora. O especialista já havia destacado a militância da ABIFINA e de seu 1º vice-presidente, Nelson Brasil, na defesa da produção farmacêutica e farmoquímica nacional em seu livro “Pharmaceutical Autonomy and Public Health in Latin America: State, Industry and Society in Brazil’s AIDS Program” (editora Routledge, 2015). Leia o capítulo que relata a atuação da ABIFINA.






Editorias

A Fiocruz obteve o registro do Kit ZDC, o primeiro do país com chancela da Anvisa que permite realizar o diagnóstico simultâneo de zika, dengue e chikungunya. O novo teste auxiliará as ações de enfrentamento da situação de emergência sanitária causada por essas três doenças. O Kit ZDC detecta o RNA dos três vírus através da plataforma tecnológica PCR em tempo real e o resultado é obtido no mesmo dia. O produto efetua o diagnóstico molecular com detecção e diferenciação da infecção. A inovação é fruto do trabalho integrado de Bio-Manguinhos com o IOC/Fiocruz e o Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP), sob coordenação do Ministério da Saúde.






Editorias

A Fiocruz inaugurou na última sexta-feira, 09 de dezembro, o Centro Henrique Penna – Protótipos, Biofármacos e Reativos para Diagnóstico, do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz). Com investimento de R$ 478 milhões, o Centro permitirá incorporar tecnologias inéditas, ampliando a capacitação tecnológica e a produção de insumos estratégicos no Brasil. No Centro também funcionarão modernos laboratórios para produção de Reativos para Diagnóstico in vitro. A concepção integrada permitirá melhor articulação das várias atividades de desenvolvimento tecnológico e produção, racionalização das operações e utilidades industriais.






Editorias

Desafios ao combate da diabetes

segunda-feira, 05, dezembro , 2016 por

Mesmo que avanços tecnológicos tenham ampliado a oferta de insulina, o produto ainda custa caro por causa de patentes, aponta novo fascículo da série “Uso Racional de Medicamentos”, uma publicação da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS). Segundo a farmacêutica Tacila Pires Mega, a descoberta da insulina em 1921 foi um marco para a saúde pública no século XX, revolucionando o tratamento da diabetes. Avanços tecnológicos posteriores aumentaram a oferta, além de tornar o produto mais eficiente, seguro e fácil de conservar. As contínuas descobertas da ciência, porém, tiveram seu preço. O insumo ficou mais caro, sobretudo por conta da proteção do tratamento por patentes, que ainda são um obstáculo à redução dos custos da terapia.






Editorias
Página 1 de 6
TOP