A pandemia de Covid-19 trouxe desafios urgentes e imediatos para os países e os sistemas de saúde e evidencia a necessidade de planejamento de longo prazo com vistas ao fortalecimento do Estado de Bem-Estar Social; a garantia de direitos, sobretudo para as populações mais vulneráveis; e a articulação entre desenvolvimento e sustentabilidade. Com o compromisso

Três livros da iniciativa Brasil Saúde Amanhã que abordam tendências futuras para o país e o sistema de saúde estão agora disponíveis em acesso aberto na plataforma SciELO Livros. Inicialmente lançados pela Editora Fiocruz, os volumes Brasil Saúde Amanhã: complexo econômico-industrial da saúde, Brasil Saúde Amanhã: dimensões para o planejamento da atenção à saúde e Brasil Saúde Amanhã: população, economia e gestão juntam-se ao acervo on-line do projeto.

Pensar a Saúde como eixo central da recuperação econômica e social no cenário ainda incerto após a crise sanitária foi o mote do seminário on-line “O Brasil depois da pandemia: horizontes econômicos no mundo e no Brasil e o Complexo da Saúde”, promovido no dia 29 de março pela iniciativa Brasil Saúde Amanhã, no âmbito da Estratégia Fiocruz para a Agenda 2030. O evento foi transmitido pela VideoSaúde Distribuidora da Fiocruz. Leia a cobertura completa do evento.

 “Não há dúvida que a principal questão de Saúde Pública, hoje, é como retomar a prioridade da vacinação em nossa sociedade. Esta é a ação mais efetiva para proteção da saúde, que tem como resultado direto a redução da morbimortalidade por causas imunopreveníveis e a erradicação de diversas doenças”, afirmou o diretor-adjunto da Organização Pan-Americana

A biotecnologia farmacêutica abriu oportunidade para o tratamento de doenças raras e complexas, e tornou-se estratégica para as políticas de inovação em diversos países, incluindo o Brasil. A vocação científica brasileira para a biologia molecular e genômica suscitou uma série de políticas públicas para internalizar a capacidade produtiva específica, a fim de avançar no desenvolvimento de produtos inovadores.

Leia na íntegra.

Domingo, 15 de março de 2020, o mundo enfrenta uma pandemia global do novo coronavírus, a COVID-19, e o jornal alemão Welt am Sonntag publica uma reportagem que repercutirá em todos os noticiários do mundo com uma denúncia assustadora: o presidente estadunidense teria oferecido US$ 1 bilhão para uma empresa alemã que vem desenvolvendo uma potencial vacina contra o vírus de forma a garantir que a mesma seja exclusiva dos Estados Unidos.

Editorias

Domingo, 15 de março de 2020, o mundo enfrenta uma pandemia global do novo coronavírus, a COVID-19, e o jornal alemão Welt am Sonntag publica uma reportagem que repercutirá em todos os noticiários do mundo com uma denúncia assustadora: o presidente estadunidense teria oferecido US$ 1 bilhão para uma empresa alemã que vem desenvolvendo uma potencial vacina contra o vírus de forma a garantir que a mesma seja exclusiva dos Estados Unidos.

Editorias

Pandemia afeta setor farmacêutico global

sexta-feira, 13, março , 2020 por

O alerta foi dado nos países centrais e na Índia. O New York Times anunciou, a partir de repórter na cidade indiana de Mumbai, que a epidemia de coronavírus afeta diretamente a capacidade produtiva da China e, consequentemente, a exportação de matérias-primas para as empresas produtoras genéricas na Índia.

Editorias

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) afirmou nesta terça-feira (10) que o uso racional de medicamentos é essencial para o alcance das metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). A declaração foi dada nesta terça-feira (10) pelo coordenador de Medicamentos e Tecnologias em Saúde do escritório da OPAS e da Organização Mundial da Saúde (OMS) no Brasil, Tomás Pipo, durante o VII Congresso Brasileiro sobre o Uso Racional de Medicamentos, em Brasília.

Editorias

O economista Carlos Gadelha está à frente da Coordenação das Ações de Prospecção da Fiocruz. Já ocupou o cargo de vice-presidente de Produção e Inovação em Saúde da instituição, e foi também secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde (SCTIE/MS). Em entrevista à Assessoria de Comunicação de Farmanguinhos, Gadelha fala sobre as propostas de sua gestão na nova Coordenação, sobre o mercado farmacêutico nacional, esclarece a finalidade do Complexo Econômico e Industrial da Saúde (Ceis), a função dos laboratórios públicos e como Farmanguinhos se insere nessa configuração. Gadelha destaca ainda a importante conquista da unidade no fim do ano passado, com a pré aprovação de cinco novas Parceria de Desenvolvimento Produtivo (PDP).

Editorias
Página 1 de 8
TOP