A Fiocruz instalou um grupo de trabalho, no dia 15 de junho, com o propósito de assegurar a implementação da Agenda 2030 do Desenvolvimento Sustentável, da Organização das Nacões Unidas (ONU), na Fundação. O grupo de trabalho irá propor as Diretrizes da Fiocruz para a adoção da Agenda, fornecendo subsídios para que a Fundação exerça papel estratégico na área da saúde para o cumprimento de seus objetivos no país.

Pesquisadores e especialistas do Brasil e de países europeus reunidos em Brasília para debater formas de aprimorar e facilitar o envio, remessa e transporte internacional de amostras do patrimônio genético e melhorar a rastreabilidade de informações genéticas presentes em moléculas e substâncias retiradas de organismos. O workshop internacional Diálogo entre o Brasil e a União

Em defesa do SUS e da democracia

segunda-feira, 06, junho , 2016 por

O processo de impedimento da presidenta afastada Dilma Rousseff e o início do governo interino de Michel Temer estiveram em pauta durante o debate Retrocesso, organizado pelo Centro de Estudos Estratégicos (CEE) da Fiocruz, na última quinta-feira, 02 de junho. Parte da série online Futuros do Brasil, o evento contou com a participação do professor Jairo Nicolau, do Departamento de Ciência Política do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IFCS/UFRJ), e da professora Sonia Fleury, da Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas da Fundação Getúlio Vargas (Ebape/FGV).






A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), órgão vinculado ao Ministério da Saúde, encontrou, pela primeira vez no Brasil, mosquitos Aedes aegypti naturalmente infectados com o vírus Zika. A identificação inédita ocorreu durante os estudos de vigilância e monitoramento conduzidos pelo Laboratório de Mosquitos Transmissores de Hematozoários do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), que vem coletando mosquitos em

Fiocruz publica carta em defesa do SUS

segunda-feira, 23, maio , 2016 por

: “O Conselho Deliberativo da Fundação Oswaldo Cruz, em reunião extraordinária realizada em 19/5/2016, aprovou por unanimidade uma Carta Aberta em defesa do Sistema Único de Saúde (SUS). A Fundação Oswaldo Cruz foi, desde o processo de redemocratização do país, protagonista na luta pela construção do Sistema Único de Saúde. Pautada pelo princípio de que

Novas drogas para combater o Zika vírus

segunda-feira, 23, maio , 2016 por

Plataforma da IBM para computação distribuída de alto desempenho, a World Community Grid lança nesta quinta-feira (19/5), em nível mundial, o projeto OpenZika. Trata-se de um estudo internacional que contribuirá para que cientistas desenvolvam drogas antivirais capazes de combater o zika em pessoas infectadas pelo vírus. A iniciativa conta com uma equipe internacional de pesquisadores, liderados pela pesquisadora

: Diversão e reabilitação ao mesmo tempo. O uso de games eletrônicos para auxiliar na fisioterapia tem sido cada vez mais comum na área de saúde. Mas nem sempre esses jogos podem ser utilizados por qualquer pessoa, principalmente crianças com limitações motoras e cognitivas, como paralisia cerebral e distrofia muscular. Por isso, um grupo de estudantes e professores da USP criou o projeto Bridge (ponte, em inglês), uma plataforma de games online para apoiar as atividades de fisioterapia, usando jogos adaptados e divertidos.
Texto da notícia:






O Programa de Pós-Graduação em Informação e Comunicação em Saúde (PPGICS), em 02 de maio, o pesquisador Jairnilson Silva Paim, do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia (ISC/UFBA), para a palestra “Desafios do Sistema de Saúde Brasileiro”. O convidado abordou os desafios do SUS a partir de uma perspectiva histórica sobre a complexidade das relações políticas vigentes no país e fez uma profunda observação sobre os diferentes projetos de saúde pública que se encontram em disputa por diversos grupos sociais e políticos.






Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que as epidemias matam 15 milhões de pessoas por ano no mundo. E nos últimos 60 anos, 300 novas epidemias foram registradas. Essa é uma das áreas de estudo em andamento do professor Tiago Pereira, da USP, que é coorientador de doutorado do matemático alemão Stefan Ruschel, da Universidade de Humboldt, em Berlim. Stefan atua na área de sistemas dinâmicos com atraso temporal e sua tese trata das possíveis formas de controle de uma epidemia, desde que causada por doenças contagiosas.






A leptospirose permanece um desafio para a saúde pública, com 315 óbitos no país em 2015 e uma estimativa de 60 mil mortes por ano no mundo. A experiência brasileira sobre a doença foi reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2008, quando o Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) foi designado como Centro Colaborador para Leptospirose. O título acaba de ser renovado, quando o IOC está prestes a completar 116 anos.






Página 6 de 13
TOP