Sociedade, política e saúde em tempos de pandemia

segunda-feira, 20, setembro , 2021 por

“Não há possibilidade de um país latino-americano crescer sem o outro. Na perspectiva da construção de um novo mundo, precisamos caminhar juntos”. A afirmação é da sanitarista Ana Maria Costa, diretora do Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (Cebes), que participou do lançamento do livro “América Latina: sociedade, política e saúde em tempos de pandemia”,

O Conselho Latino-americano de Ciências Sociais (Clacso) promove, no dia 10 de setembro, o Conversatório Clacso: Entre público e privado – dilemas da atenção à saúde na América Latina. Participam do debate: Alicia Stolkiner, da Universidade de Buenos Aires (Argentina); Asa Cristina Laurell, do Instituto Mexicano de Segurança Social (México); Mario Parada, da Universidade de Valparaíso (Chile) e Leonardo Castro, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) (Brasil). A moderação é de Carolina Tetelboin, docente da Universidade Autônoma Metropolitana Xochimilco (México). O evento on-line acontece das 14h às 16h (horário de Brasília), com transmissão ao vivo em clacsotv.com. Interessados em participar pela plataforma Zoom devem se inscrever antecipadamente em bit.ly/ConversatorioClacso.

A pandemia de Covid-19 trouxe desafios urgentes e imediatos para os países e os sistemas de saúde e evidencia a necessidade de planejamento de longo prazo com vistas ao fortalecimento do Estado de Bem-Estar Social; a garantia de direitos, sobretudo para as populações mais vulneráveis; e a articulação entre desenvolvimento e sustentabilidade. Com o compromisso

As perspectivas para a democracia, o controle social, as políticas públicas e o poder político foram debatidos na manhã de 31 de maio durante o painel virtual “O Brasil depois da pandemia: Democracia, Representação e Ação Política”. Veja a cobertura completa do evento.

Práticas de democracia participativa, controle social e igualdade política serão o foco do painel on-line “O Brasil depois da pandemia: Democracia, Representação e Ação Política”, promovido pela iniciativa Brasil Saúde Amanhã no dia 31 de maio, das 10h ao meio-dia. Com transmissão ao vivo pelo canal da VideoSaúde Distribuidora da Fiocruz no YouTube, o evento lançará mais dois Textos para Discussão, que estarão disponíveis em acesso aberto no portal Saúde Amanhã: TD 61 – De (Im)Pacientes a Sujeitos Políticos: Desafios e Perspectivas para a Democracia Participativa e o Controle Social nas Políticas de Saúde, de Daniel Pitangueira de Avelino, e TD 62 – Democracia.20XX: qual horizonte?, de Renato Lessa. Assista em www.saudeamanha.fiocruz.br.

Leia a cobertura completa do seminário on-line “O Brasil depois da pandemia: sistema interestatal, instituições multilaterais e governança global da Saúde”, realizado dia 3 de maio de 2021.

governança global do setor Saúde no incerto cenário pós-pandemia é tema do seminário on-line “O Brasil depois da pandemia: sistema interestatal, instituições multilaterais e governança global da Saúde”, a ser promovido pela iniciativa Brasil Saúde Amanhã no dia 3 de maio, das 10h ao meio-dia. O evento apresentará três estudos inéditos que abordam a dimensão nacional e internacional da Saúde – que serão publicados como Textos para Discussão, disponíveis em acesso aberto no portal Saúde Amanhã. O seminário será transmitido ao vivo pelo canal da VideoSaúde Distribuidora da Fiocruz no YouTube. Assista em saudeamanha.fiocruz.br.

Pensar a Saúde como eixo central da recuperação econômica e social no cenário ainda incerto após a crise sanitária foi o mote do seminário on-line “O Brasil depois da pandemia: horizontes econômicos no mundo e no Brasil e o Complexo da Saúde”, promovido no dia 29 de março pela iniciativa Brasil Saúde Amanhã, no âmbito da Estratégia Fiocruz para a Agenda 2030. O evento foi transmitido pela VideoSaúde Distribuidora da Fiocruz. Leia a cobertura completa do evento.

 “Não há dúvida que a principal questão de Saúde Pública, hoje, é como retomar a prioridade da vacinação em nossa sociedade. Esta é a ação mais efetiva para proteção da saúde, que tem como resultado direto a redução da morbimortalidade por causas imunopreveníveis e a erradicação de diversas doenças”, afirmou o diretor-adjunto da Organização Pan-Americana

Nota técnica trata os aspectos ligados à dimensão territorial da pandemia nas metrópoles brasileiras, reconhecendo a relação existente entre contaminação, infraestrutura e densidade demográfica para identificar os territórios mais propensos à disseminação da Covid-19.

Leia na íntegra.

Página 1 de 15
TOP