Pesquisa realizada em Salvador e no Rio de Janeiro revela maior vulnerabilidade da mulher nas questões que envolvem o uso de crack – o que pode interferir de modo relevante em sua saúde sexual e reprodutiva, além de apresentar consequências adversas em relação à morbimortalidade materno-fetal e infantil. Publicado no International Journal for Equity in Health, artigo da pesquisadora do Icict/Fiocruz, Neilane Bertoni, aponta que 62,9% das usuárias de crack não utilizam camisinha.

Uma nova pesquisa aponta que usar dois tipos de vacina contra a pólio pode acelerar a erradicação da doença no mundo. A vacina oral vem sendo a principal arma para acabar com a pólio, mas testes feitos na Índia mostraram que a imunidade à doença aumenta quando também é usada uma vacina injetável. A Organização Mundial da Saúde (OMS) diz que os resultados, publicados na revista Science, são históricos.






Apesar dos esforços de todos os envolvidos na luta contra a Aids nos últimos 30 anos, ainda há muito o que ser feito. A conclusão é resultado da 20ª Conferência Internacional de Aids, realizada em junho, na Austrália. “Com o lema Ninguém deve ser deixado pra trás”, o encontro culminou na construção da Declaração de Melbourne, elaborada para dar visibilidade ao impacto das leis discriminatórias e estigmatizantes que aumentam ainda mais a vulnerabilidade de determinados grupos frente ao HIV/Aids.






O número de indígenas autodeclarados cresceu no Brasil, nos últimos 30 anos. É o que indica uma análise sobre os três últimos censos promovidos pelo IBGE, quando este número saltou de 294 mil pessoas, em 1991, para 734 mil, no ano 2000, e 817 mil, em 2010. Desde que a autodeclaração de raça e cor do censo incluiu a categoria “indígena” para toda a população entrevistada, e não apenas em grupos amostrais, em 2010, promoveu-se também uma ampliação nos registros de etnia, língua materna e condições de saúde desta população.






Nascer é normal!

segunda-feira, 18, agosto , 2014 por

Pesquisa da Fiocruz aponta que brasileiras, em sua maioria, perdem autonomia no momento do parto, ficando sujeitas a intervenções desnecessárias. Primeiro levantamento sobre parto e nascimento, o trabalho traz resultados inéditos sobre a forma como as brasileiras dão à luz e confirma que a assistência ao parto vaginal no Brasil é de má qualidade.






O envelhecimento da população brasileira segue em ritmo acelerado, mas a preocupação do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) é que esse envelhecimento ocorre conjuntamente com a redução do crescimento populacional. Esse é um dos principais temas abordados no livro recém-lançado pelo Ipea “Novo Regime Demográfico: Uma Nova Relação entre População e Desenvolvimento Econômico”, que inclui 21 artigos de 25 pesquisadores do órgão. Confira a matéria e o acesse o livro.






Elaborado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Rela-tório de Desenvolvimento Humano 2014 convoca os países à prestação uni-versal de serviços sociais básicos e à implementação de políticas mais fortes de proteção social e de pleno emprego. O documento ainda fornece uma nova perspectiva sobre a vulnerabilidade e propõe maneiras de fortalecer a resiliência.






Divulgado na semana passada, relatório da UNAIDS aponta que a taxa de novas infecções pelo HIV teve aceleração de 11% entre 2005 e 2013 no Brasil. Para a agência da ONU, o retorno ao aumento de novas infecções aponta a necessidade de novas estratégias para promover o uso do preservativo e, assim, a prevenção da contaminação.






Redução da mortalidade materna

terça-feira, 15, julho , 2014 por

Novo ranking, com os 32 países que disputam a Copa do Mundo de 2014, mostra que todos apresentaram progresso significativo na redução da mortalidade infantil desde 1990. Os avanços de cada país, entretanto, não foram iguais. O Brasil registrou o maior índice, com uma redução de 77% no número de mortes de crianças abaixo de cinco anos de idade desde 1990.






O Brasil atingiu antecipadamente o Objetivo de Desenvolvimento do Milênio (ODM) relativo à redução da mortalidade na infância, que contabiliza os óbitos de crianças na faixa de 0 a 5 anos. É o que mostra o 5º Relatório Nacional de Acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, lançadono ultimo dia 23 de maio. Segundo o documento, o país também superou a meta de cobertura de rede de esgoto, bem como de abastecimento de água.






Página 12 de 13
TOP