Busca - Saúde Amanhã - Page 3

A reforma deformada

segunda-feira, 10, julho , 2017 por

Em artigo publicado no periódico Cadernos de Saúde Pública, o demógrafo Antônio Tadeu Ribeiro de Oliveira, pesquisador do IBGE e colaborador da rede Brasil Saúde Amanhã, aponta paradoxos e distorções em argumentos que defendem a Reforma da Previdência.

Leia na íntegra.

Terceirização e Saúde

segunda-feira, 27, março , 2017 por

Autores: Carles Muntaner, Graça Druck, Maria Inês Carsalade Martins, Eduardo C. Siqueira
Ano: 2016

O periódico Cadernos de Saúde Pública, volume 32, nº 6, publica o Espaço Temático: Terceirização e Saúde, com artigos e comentários sobre emprego precário, desigualdades em saúde, riscos de morte aos trabalhadores.

Leia na íntegra

Autor: Mário C. Scheffer and Mario R. Dal Poz

Ano: 2015

Like other countries, Brazil is struggling with issues related to public policies designed to influence the distribution, establishment, supply and education of doctors.While the number of undergraduate medical schools and places available on medical schools has risen, the increase in the number of doctors in Brazil in recent decades has not benefitted the population homogeneously.The government has expanded the medical schools at the country’s federal universities, while providing incentives for the creation of new undergraduate courses at private establishments. This article examines the trends and challenges of the privatization of medical education in Brazil.

Leia na íntegra

Autores: ALLEMANI, C. et al.

Ano: 2014

O peso global do câncer está crescendo, em especial nos país de baixa e média renda. A prevenção a longo prazo é crucial. Porém, os dados mundiais sobre a sobrevivência ao câncer são escassos. Assim, o CONCORD-2 foi projetado com o objetivo de iniciar um acompanhamento mundial, a longo prazo, dessa sobrevivência por meio de uma análise centralizada de bases, as mais amplas possível. A intenção é permitir uma comparação global que possa cooperar com a política global de saúde e os sistemas de saúde.

Leia na íntegra

Autores: COLEMAN, M.P. et al.

Ano: 2008

A sobrevivência ao câncer varia muito entre os países. O estudo CONCORD propõe a primeira análise de carácter mundial sobre o assunto, com padrões de procedimentos e métodos idênticos de análise, para todas as bases. O estudo começou em 1999 como uma extensão do estudo EUROCARE-3 que teve, originalmente, foco em adultos com idades entre 15 e 99 anos diagnosticados com câncer de: mama (mulheres), colo e reto, ou próstata, durante o período de 1990-94, na Europa e nos Estados Unidos.

Leia na íntegra

Página 3 de 3
TOP