A Saúde no Brasil em 2030

A complexidade do setor Saúde e suas inter-relações com outros setores de Governo exige planejamento em prazos mais longos.Para dar conta deste desafio, a Fundação Oswaldo Cruz lançou o livro “A Saúde no Brasil em 2030: Diretrizes para a Prospecção Estratégica do Sistema de Saúde Brasileiro” que apresenta ensaios sobre o futuro do sistema de saúde brasileiro em 2030. A publicação é resultado de uma cooperação entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República (SAE) e o Ministério da Saúde.

O livro sintetiza os estudos realizados por uma ampla gama de especialistas e está organizado em duas partes. Na primeira, são debatidas as diretrizes para a prospecção estratégica do sistema de saúde brasileiro para 2030, e seu conteúdo é estruturado em seis áreas temáticas, consideradas essenciais para o avanço do sistema de saúde brasileiro: Desenvolvimento e Saúde; Perfil Demográfico; Organização e Gestão do Sistema de Saúde; Financiamento da Saúde; Força de Trabalho; e Complexo Econômico e Industrial da Saúde.

Em seguida, são apresentados os cenários prospectivos para a saúde pública brasileira em 2030. Depois de uma breve descrição do panorama atual, três possibilidades são projetadas para o futuro: um cenário otimista e possível, um cenário pessimista e plausível e, por fim, um cenário inercial e provável. A proposta é que, por meio das projeções, seja possível acompanhar e transformar indicadores e realidades, auxiliando a gestão estratégica do Sistema Único de Saúde (SUS), definindo diretrizes e recomendações para a conquista de um cenário de futuro desejável para o país.

Desenvolvimento, Estado e Políticas de Saúde

Desenvolvimento, Estado e Políticas de Saúde Este volume constitui um pano de fundo para os outros quatro livros da coleção. Apresenta os cenários macroeconômicos do país no horizonte 2022/2030, criando uma moldura descri-tiva para a visualização das alternativas que estarão colocadas para o sistema nacional de saúde. Aborda ainda o tema da natureza, alcances e limites do Estado, do planejamento e das políticas públicas na área. Por fim, lança um olhar sobre os rumos da Saúde em âmbito internacional, sem perder de vista o caso brasileiro.


População e Perfil Sanitário

O segundo volume da coleção trata da evolução demográfica do país e suas implicações para o perfil sanitário da população brasileira. Analisa os determinantes sociais, econômicos e ambientais da Saúde, reconhecendo que as iniquidades em saúde não podem ser combatidas sem que as iniquidades sociais também o sejam. Propõe um cenário sociodemográfico para 2022 e 2030 e examina o perfil epidemiológico da população brasilei-ra no horizonte temporal proposto, assinalando os problemas de saúde que vêm se agravando, como a violência, a dengue, o diabetes e a obesidade.

Organização e Gestão do Sistema de Saúde

O terceiro volume da série discute o papel federal no sistema de saúde do país e examina os mecanismos de coordenação federativa adotados na política de saúde brasileira. Explora os arranjos na diversidade territorial brasileira diante das mudanças demográficas e epidemiológicas projetadas e a modelagem de soluções integradoras horizontais e verticais. Aborda a evolução do mercado de trabalho em saúde e analisa a participação social institucionalizada em conselhos e conferências de Saúde desde a criação do SUS.




Estrutura do Financiamento e do Gasto Setorial

O quarto volume da coleção aborda os problemas e as perspectivas do financiamento da Saúde no Brasil. Analisa as estruturas do financiamento e do gasto setorial, o papel do financiamento público e privado na prestação dos serviços de saúde, suas repercussões sobre a oferta de serviços e os modos de pagamento e compra de serviços. Para isso, analisa a evolução do financiamento e gasto do Sistema Único de Saúde (SUS) nos últimos anos, as perspectivas para o financiamento do sistema e a viabilidade para que os três níveis de governo mantenham ou ampliem a alocação de recursos para a Saúde e sua participação na riqueza nacional.

Desenvolvimento Produtivo e Complexo da Saúde

O quinto e último volume da coleção reúne cinco ensaios sobre o Complexo Econômico e Industrial da Saúde (CEIS). Os textos contribuem para a caracterização do CEIS e para a compreensão das principais tendências e desafios que marcam a trajetória recente, no país, da indústria química, de materiais e de equipamentos voltados para a saúde, considerando a sua convergência com as demandas do Sistema Nacional de Saúde.






TOP