Seminário "Iniciativas em Prospecção Estratégica Governamental no Brasil”

A formulação de políticas e programas que promovam a ampliação da qualidade e do acesso às redes de saúde depende não apenas do entendimento dos desafios atuais, como também da antecipação de questões futuras. Para reforçar internamente, na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e setorialmente, na Saúde, a ideia de planejamento em médio e longo prazo, a rede Brasil Saúde Amanhã promoveu no dia 27 de julho de 2016 o seminário “Iniciativas em Prospecção Estratégica Governamental no Brasil”. Assistas às palestras e saiba mais sobre o futuro do sistema de saúde brasileiro.

Painel de abertura: Seminário “Iniciativas em Prospecção Estratégica Governamental no Brasil”




Paulo Gadelha, presidente da Fiocruz
Mariano Francisco Laplane, presidente do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE)
José Carvalho de Noronha, coordenador executivo da rede Brasil Saúde Amanhã

Painel: “Experiências Nacionais e Internacionais em Prospecção Estratégica Governamental”



Planejamento governamental de médio e longo prazo no Brasil: Cenários Prospectivos
José Celso Pereira Cardoso | Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)



“A experiência do CGEE na coordenação de projetos estratégicos ao processo de desenvolvimento nacional
Mayra Juruá Gomes de Oliveira | Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE)




Prospecção estratégica para novas abordagens de política industrial
Carlos Gadelha | Grupo de Inovação em Saúde da Fiocruz




Fronteiras tecnológicas e estratégias nacionais de desenvolvimento: análise de experiências internacionais
Marina Szapiro | Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)


Painel: “Desafios da prospecção estratégica para o desenvolvimento e a política social”



Prospecção estratégica na iniciativa Brasil Saúde Amanhã
José Carvalho de Noronha| Rede Brasil Saúde Amanhã



O enfoque territorial no planejamento de médio prazo no Brasil
Leandro Freitas Couto|Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)



A centralidade nos estudos territoriais para organização da atenção à saúde
Maria Monica Vieira Caetano O’Neill | Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

TOP